Desenrolando a Língua

Um pouco sobre a escrita dos numerais - parte 1


Você já deve saber que os números não devem ser preocupação apenas da matemática, afinal, há uma classe de palavras da língua portuguesa que se refere especificamente a eles. Nela, os numerais são divididos em quatro categorias: cardinais, ordinais, multiplicativos e fracionários.
A seguir você confere algumas dicas para não errar mais a leitura e a escrita dos numerais cardinais.

Regra geral:
Por convenção, grafa-se os números cardinais separando as classes (unidades simples, milhares, milhões etc.) com vírgulas, mas as unidades, dezenas e centenas dentro de cada classe são ligadas com a conjunção e. Observe:
833 – oitocentos e trinta e três
1.833 – mil, oitocentos e trinta e três
116.833 – cento e dezesseis mil, oitocentos e trinta e três
Escreva todo número abaixo de dez por extenso:
As nove máquinas compradas pela empresa apresentaram problemas.
O diretor assinou os oito contratos sem ler as cláusulas com cuidado.

Exceções: unidades de medida, idade, tempo, datas, números de páginas, porcentagens, valores, proporções.
Exemplos: 2 metros,     32 anos,     8h00,     16 de novembro,     Página 4,     51%,     R$ 50,00.

Os numerais milhares, milhões e bilhões exigem o artigo no masculino e jamais no feminino:

Os milhares de mulheres compareceram à passeata. (correto)
As milhares de mulheres compareceram à passeata. (errado)

Use números seguidos de palavras quando os últimos cinco ou seis dígitos forem zero
3 milhões (em vez de 3.000.000)

Evite iniciar uma frase com números:
Mas, se for necessário, escreva-os por extenso, mesmo que seja acima de dez. Veja:
Cento e vinte e oito pessoas tiveram acesso a seus dados.


Saiba +


Em tempo...
Hum mil reais X um mil reais X mil reais
A expressão “hum mil reais” é amplamente utilizada no âmbito bancário para evitar a adulteração de valores nos cheques. Contudo, é importante ressaltar que para quantificar um número, não se usa um antes de mil. E, também, não existe na Língua Portuguesa o número hum. Portanto, para dificultar a fraude sem atropelar a língua, um cheque de R$ 1.000,00 poderia ser grafado por extenso sob a forma mil reais, sem deixar espaço antes do mil. Observe:
R$ 1.000,00 = mil reais.
R$ 1.227,00 = mil, duzentos e vinte e sete reais.


Em relação ao primeiro dia do mês:
Deve-se usar o ordinal e não o cardinal. Assim, vejamos:

Lages, 1º de fevereiro de 2010. (correto)
Lages, 01 de fevereiro de 2010. (errado)


Não se usa o ponto entre os numerais, quando estes designam datas:
Hoje é dia 13 de maio de 2010. (correto)
Hoje é dia 13 de maio de 2.010. (errado)


Nos demais casos, o ponto deve ser colocado entre as centenas e milhares, assim:

Ele ganhou R$ 1.250.350,18 de prêmio. (correto)
João está com 1.120 pontos. (correto)
João está com 1120 pontos. (errado)
_________________________________________________________________________________



Professor Carlos Eduardo Canani


Para quem ainda não me conhece, sou mestrando em Educação, especialista em Línguas Modernas e Interdisciplinaridade - Português/Inglês e possuo graduação em Letras. No momento, atuo como professor efetivo da Rede Municipal de ensino, ministrando aulas na disciplina de Língua Portuguesa. Também atuo como docente no Ensino Superior, na Universidade do Planalto Catarinense, em diversos cursos de Licenciatura e Bacharelado, nas disciplinas de Produção Acadêmica. Produção Textual, Literatura Brasileira, Pesquisa e Prática Pedagógica e Língua Portuguesa. Na mesma instituição de ensino, sou designer instrucional dos cursos em EaD e sou mediador dos cursos on-line promovidos pelo Cenpec. Para muitos, sou conhecido como o professor que orientou o aluno Gabriel no quadro Soletrando da Rede Globo, mas também sou medalhista de bronze e de prata na Olimpíada de Língua Portuguesa “Escrevendo o Futuro” e em 2014 fui um dos finalistas da 17ª Edição do Prêmio Educador Nota 10, promovido pela Fundação Victor Civita e pela Rede Globo. No ano de 2015, juntamente com um grupo de cinco alunas, conquistei o Prêmio RBS de Educação. Já no ano de 2016, fui apontado como um dos vencedores do Prêmio Educador Nota 10, sendo considerado um dos 10 melhores professores do país. Além disso, sou colunista do "Lendo e Relendo" com o Correio Lageano desde 2015, com publicações quinzenais na coluna "Desenrolando a Língua".

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir